Alimentos ricos em sódio

O sódio é um mineral presente em diversos alimentos, mas é constituinte principal do sal de cozinha (cloreto de sódio NaCl). Em quantidades excessivas, este mineral pode prejudicar a saúde. Mas você sabe porque? O sódio participa de funções básicas no corpo, como equilíbrio ácido-base, equilíbrio de água no organismo, contração muscular, impulsos nervosos, ritmo cardíaco, entre outros, sendo então fundamental para a saúde física. Porém, consumir excessivamente o sódio faz com que ocorra a liberação de alguns hormônios, que causam a retenção de líquidos, aumentando a pressão sanguínea o que é ruim para o organismo por sobrecarregar o coração e principalmente para quem já possui hipertensão arterial.

O sal (cloreto de sódio NaCl) foi o primeiro tempero da civilização, é um dos conservadores mais antigos, tanto de uso doméstico como industrial, impedindo o desenvolvimento de microorganismos que deterioram os alimentos. Ele é uma substância sólida branca, que tem o poder de salgar os alimentos, deixando-os mais saborosos, o que agrada o paladar de todos. Mas é importante consumir na quantidade adequada, para não prejudicar sua saúde.

Além do sal comum, os alimentos relacionados a seguir também contém sódio:

Alimentos embutidos como: presunto, mortadela, salsicha, atum, sardinha, salame, paio, lingüiça;

  • Temperos prontos, sopas desidratadas, caldos de carnes, catchup, mostarda, maionese, molho inglês, shoyu, manteiga/margarina com sal;
  • Alimentos defumados ou submetidos a algum processo de conservação utilizando sal, como por exemplo: bacon, bacalhau, carne seca, charque, carne de sol;
  • Enlatados: ervilha, milho, seleta de legumes, molho de tomate, azeitonas, palmito;
  • Salgadinhos de pacote, macarrão instantâneo, biscoitos salgados, aperitivos do tipo amendoim e castanha de caju com sal;
  • Queijos salgados, como mussarela, provolone, queijo prato, parmesão;
  • Alimentos já prontos como hambúrguer, quibe, pastel, coxinha, empada.

É importante prestar atenção quanto ao rótulo dos alimentos. Procure verificar se o alimento contém sódio, cloreto de sódio ou glutamato monossódico.

Atenção

A hipertensão se tornou uma verdadeira epidemia. Cerca de 22,7% da população adulta brasileira sofre desse mal. As estatísticas são ainda mais alarmantes quando analisados apenas os indivíduos acima de 60 anos: metade deles tem pressão alta. “Um dos principais fatores de risco para o desenvolvimento desse problema é o alto consumo de sódio, que favorece o acúmulo de líquidos no corpo, aumentando o volume sanguíneo e, consequentemente, elevando a pressão arterial”, explica a nutricionista Andrea Catalani, pesquisadora do Centro de Referência para Prevenção de Doenças Associadas à Nutrição (CRNUTRI) da FSP/USP.

Comentários

comments

Deixe um comentário